MENU
Terça-feira, 19 de Outubro de 2021

Parque Estadual do Turvo integra lista para possível gestão privada

Foto: Calos Macedo/ Agência RBS

Parque Estadual do Turvo integra lista para possível gestão privada

Compartilhe
Assembleia aprovou, em primeiro turno, projeto que permite a concessão de unidades de conservação

Com uma votação favorável de 49 votos e um contrário, a Assembleia Legislativa aprovou em 1º turno na última terça-feira, 06 de julho, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 284/2019, qual permite avançar na consolidação das minutas e interação com o mercado, para posteriormente realizar o leilão que selecionará parceiros privados para realizar a gestão dos parques. Se o projeto for aprovado em 2º turno, será possível avançar na realização da modelagem, consulta pública e lançamento dos editais de cinco parques estaduais: entre eles o Parque Estadual do Turvo, localizado em Derrubadas, além do parque turístico do Caracol, as unidades de conservação estaduais dos parques do Tainhas e do Delta do Jacuí e o Jardim Botânico de Porto Alegre.

O secretário Luiz Henrique Viana comemorou a aprovação neste 1º turno e está otimista na aprovação em 2º turno. Para ele, será uma oportunidade de qualificar a infraestrutura dos parques e gerar mais investimentos para o Estado.  “Com o apoio da iniciativa privada, o RS crescerá no setor turístico sustentável, gerando emprego e renda e melhorando a experiência dos visitantes nos parques”, avaliou.

Os estudos de viabilidade são realizados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), sob a coordenação da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) e da Secretaria Extraordinária de Parcerias (SEPAR). “A aprovação permitirá a atração de investimento privado para qualificar a infraestrutura e os serviços disponibilizados aos visitantes, como: estacionamento, bilheteria, gastronomia, hotelaria, transporte, trilhas, entre outros, respeitando sempre os planos de manejo. Por outro lado, o Estado continuará responsável pela fiscalização ambiental e preservação das Unidades de Conservação”, ressaltou Marcelo Spilki, secretário adjunto da SEPAR.

O secretário adjunto da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), Guilherme de Souza, acrescentou que, “com o apoio de investidores que assumirão a manutenção da infraestrutura e gestão de cada parque quanto à visitação pública, pretende-se criar condições para prover mais recursos para fortalecer a proteção ambiental e para estimular a consciência em prol da sustentabilidade ambiental”.

O PARQUE ESTADUAL DO TURVO

A área de 17 mil hectares no município de Derrubadas, no Noroeste, é considerada por ambientalistas como uma das mais importantes do Estado para conservação da fauna ameaçada de extinção. Além de contar com uma vasta área de preservação de vegetação, o parque é o último refúgio para animais como a onça-pintada (Panthera onca) no Rio Grande do Sul. Outros animais do parque também estão ameaçados de extinção, como o puma (Puma concolor), a jacutinga (Aburria jacutinga), o cachorro-vinagre (Speothos venaticus) e o uiraçu (Morphnus guianensis).

De acordo com o presidente da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (Agapan), Francisco Milanez, o parque conta com diversos tipos de vegetação endêmicas, ou seja, que se formaram sob as condições daquele local e são encontradas apenas ali.

No espaço, é possível encontrar árvores com até 30 metros de altura, como cedro (Cedrela fissilis), grápia (Apuleia leiocarpa), canjerana (Cabralea canjerana) e louro (Cordia trichotoma). Também existem diversas espécies de peixes, répteis, anfíbios, borboletas, insetos e fungos.

O salto do Yucumã é um atrativo a parte, com 1,8 mil metros de extensão e quedas d’água com até 12 metros de altura seguindo o curso do Rio Uruguai na divisa entre o Brasil e a Argentina. O salto foi formado devido a uma falha geológica que varia de 90 a 120 metros de profundidade.

A unidade passou a categoria de parque estadual em 1954, antes era considerada reserva florestal estadual, fundada em 1947.

Fonte: sema.rs.gov.br e Gaúcha ZH

error: Content is protected !!