MENU
Terça-feira, 25 de Janeiro de 2022

O ególatra nunca pede ajuda e ainda se faz de humilde

Valdir Vianna

O ególatra nunca pede ajuda e ainda se faz de humilde

Compartilhe

Conhece gente que não pode te ver melhor que elas em? Que empina o nariz quando lembra das tuas virtudes e nunca te elogia para os outros. E o pior, não percebe que você sabe disso. Tem algo mais chato do que gente que não espera você terminar de falar e ela nem te escutou, apenas estava esperando tu acabar para poder falar, muitas vezes sobre si, mas no que tu disse ela nem prestou atenção. Pois é, isso é triste, pois gente assim vive com o ego amaciado, normalmente tem aval de alguém para fazer o que faz, ainda mais se o mentor for alguém que não se importa com nada mais do que consigo. Gente ególatra se diz amigo de todo mundo, quando na verdade não é amigo de ninguém. “Amizade é um amor que nunca morre”, como dizia Quintana. O Ególatra vê o virtuoso como inimigo, não como alguém disposto a ajuda-lo e passar conhecimento, o ególatra quer te ver bem, mas nunca melhor do que ele, o ególatra nunca te pede ajuda, porque achou um aliado para suas tolices. Ego inflado, coisa que Freud tanto explicou. Bah! O que fazer com gente assim? Simples: se distancie! Suma, seja frio, pessoas costumam gostar do que não tem. Quando vierem te procurar, mostre o valor daquilo que você faz e do que se é, não o preço. 2022 está aí, algumas dúvidas chegaram com ele. Será que a pandemia irá acabar esse ano? Mais quantas mutações essa desgraça de vírus irá sofrer? E agora tem a H3N2 Darwin, pois é, como bom estoico, me preocupo com aquilo que posso evitar, isto é, vacinado e bom brasileiro ao seu dispor. Não podemos nos preocupar com aquilo que não podemos evitar, com aquilo que não está sob nosso controle, logo, vacinas salvam vidas e assim seguimos. Danem-se os negacionistas e os ególatras. Todo final de ano é a mesma conversa, voltam as mudanças que faremos e os sonhos que desejamos concretizar. Vou lhe dizer algumas coisas, nobre leitor que me acompanha aqui há um bom tempo, saibas que a vida deve ser encarada com coragem e ânimo, pois, sigo uma máxima sartreana que diz o seguinte: “Não interessa o que a vida fez contigo, mas o que você fez com aquilo que a vida fez contigo”. O que você tirou de lição de 2021? O que nossa década lhe ensinou? O que a história lhe ensinou? Nossos tempos são turbulentos, ansiosos e eufóricos, não tão diferente da ânsia que nos dilacera em nossos pensamentos diariamente. Tudo é aprendizado, tudo é reflexo das tuas ações no mundo, nunca compare tua felicidade com a do outro, o mal está na comparação. Se você ficar bajulando alguém só porque esse tem um status financeiro ou algo do tipo, então o problema é você, que limita tua humildade líquida aos gananciosos. Se tu fazes alguma boa ação social esperando um resultado para ti ou teu negócio que não seja simplesmente fazer o bem, então você é ganancioso, e isso é um vício. Mergulhe na humildade e na benevolência e te mantenhas longe de gente ególatra, cuidado, eles estão sempre cercados de muitas pessoas. 2022 chegou para nos trazer ventos de mudança e uma delas será excluir gente assim de nossas vidas.

Por: Valdir Vianna/ Professor de Filosofia e Escritor

Para participar do grupo de WhatsApp do jornal O Celeiro clique aqui.

error: Content is protected !!