Cidades

Avança proposta de uma política do Estado para a produção de etanol

Campo Novo está com o projeto de uma Usina de Etanol em andamento

O prefeito e autoridades de Campo Novo estiveram presentes numa reunião em Porto Alegre para debater uma estrutura de política de Estado para a produção de etanol. O texto formulado pelo grupo, definiu a função das secretarias, os incentivos fiscais para indústrias, a política de produção de sementes e mudas e a tributação para que o bioetanol gaúcho possa ser competitivo. O projeto será concluído e enviado para à Casa Civil ainda na próxima semana. O objetivo da primeira fase do Proetanol é que o Estado possa se tornar autossuficiente. 

Na coordenação do grupo, o deputado Elton Weber (PSB) acredita que o projeto de lei possa ser concluído na próxima semana para envio à Casa Civil. “Esperamos poder fechar nos próximos dias a proposta do projeto de lei que será encaminhado para discussão com o Estado e, posteriormente, apreciado na Assembleia Legislativa”, explicou Weber.

Atualmente, a produção gaúcha de etanol ocorre a partir da cana-de-açúcar e limita-se a 0,3% do consumo estadual, de 1,5 bilhão de litros ao ano. Weber acrescenta que existem seis projetos de usinas em andamento nos municípios de Campo Novo, Carazinho, Camaquã, Viadutos, Palmeira das Missões e Porto Xavier.