MENU
Terça-feira, 25 de Janeiro de 2022

Estiagem afeta lavouras em nossa região

Estiagem afeta lavouras em nossa região

Compartilhe

A situação das lavouras de milho da nossa região é preocupante e parecida a das duas safras anteriores, ou melhor, é mais severa que nos últimos anos: falta de chuvas vem ocasionando problemas no desenvolvimento das plantas, atingindo bem na época de pendoamento, florescimento e polinização da cultura do milho.

Tivemos um início de novembro predominantemente seco e também outubro com chuva abaixo do normal. Essa falta de umidade no solo e temperaturas mais elevadas têm prejudicado áreas de milho de verão,

Na nossa região, o milho de sequeiro vai ter uma grande variação de perda, onde teve regiões que pegou algumas pancadas a mais e onde teve regiões que já faz mais de 25 dia que não chove, podendo chegar em uma perda estimada de até 60%, e caso não venha chover nessa quinta-feira (25), podendo chegar a 80%. E não é apenas o milho grão que tem perdas, o milho para silagem além de ter uma produção menor de amido poderá ter uma silagem de baixa qualidade afetando diretamente a produção de leite.

A situação também é preocupante para a soja, que tem plantio entre 75% e 85%, mas apresenta muitas plantas murchando e muitos grãos no solo sem emergir diante da falta de umidade. Diante disso, se continuar esse mesmo cenário de falta de chuva o poderemos ver alguns cenários de replantio da soja.

Nessa quinta-feira (25) está previsto chuvas, em todo o território gaúcho, podendo chover de 30mm a 60mm na região noroeste do Rio Grande do Sul. Vamos torcer que venha essa chuva que irá mudar muito o cenário do soja, e poderá ajudar alguns produtores de milho ainda conseguirem colher.

error: Content is protected !!